Jovens, gestores de saúde e ativistas se reúnem no Colégio Julia Kubitschek


A reunião do grupo da Oficina de Prevenção Combinada realizada em São Paulo, em outubro do último ano, com a Secretaria Estadual de Saúde ocorreu na tarde da última sexta feira (02/02), no Colégio Estadual Julia Kubitschek, no Centro (RJ).

Entre representantes de saúde, professores, jovens e integrantes de organizações da sociedade civil, o encontro foi mais uma devolutiva do evento do Ministério da Saúde acima citado, com vistas aos futuros desdobramentos em cursos para implementação nas áreas de saúde e educação. Salvador Correa, coordenador da área de Capacitação da Associação Brasileira Interdisciplinar de AIDS (ABIA), falou acerca da experiência da ONG como Observatório Nacional de Políticas de AIDS (ONPA). Proposta esse que vai de encontro com as aspirações dos jovens cariocas e fluminenses no que tange as questões de prevenção, HIV/AIDS, educação e etc. Jean Pierry Oliveira e Jéssica Marinho, assistentes do Projeto Diversidade Sexual, Saúde e Direitos entre Jovens da ABIA também contribuíram com suas presenças e ideias. “Eu acho que seria interessante juntarmos em algumas ações a Baixada Fluminense com o Rio de Janeiro. Se pararmos pra pensar que são municípios que estão na região metropolitana e com ligação direta com a capital, talvez seja melhor para avaliarmos juntos os resultados”, salientou Jean Pierry. “E eu acho que muito do que queremos fazer já está encaminhado, principalmente com a estrutura de Observatório de ABIA e CEDAPS. Acho que só falta darmos o primeiro passo e esperar os adendos dos que não estão aqui hoje, para a próxima reunião”, observou Jéssica.

Quem também esteve na reunião foi Wanda Guimarães do Centro de Promoção da Saúde (CEDAPS), que compartilhou experiências – boas e ruins – dentro do terceiro setor enquanto atuante em Observatórios, trabalho de base com jovens, sexo, sexualidade e gênero em escolas e outros espaços do sistema público.  Após muitas deliberações, conclui-se que uma nova reunião(ainda sem data definida) – com a presença dos demais participantes que não puderam comparecer – será necessária para submeter a ideia de iniciar a articulação em um microcosmo do Rio de Janeiro. Isto é, mapear e localizar uma área piloto que possa servir de experiência para aplicar aquilo que se articula na teoria e dali ir abrangendo outros espaços, experiências e cálculos de resultados.

Além disso, será criado um grupo em rede social para que todos os jovens, gestores, ativistas e demais parceiros possam interagir e compartilhar informações que auxiliem na construção positiva das atividades oriundas da Oficina de Prevenção Combinada de SP.

 

%d blogueiros gostam disto: