Estigma, pânico moral e violência estrutural: o caso da Aids


O Projeto Aprimorando o Debate III, realizado pela ABIA, prevê a organização de quatro seminários de capacitação nas regiões Sul e Sudeste do Brasil no ano de 2019. O objetivo é estimular e aprimorar o conhecimento multi-setorial e multidisciplinar sobre vários aspectos da epidemia do HIV e da AIDS no país por meio do envolvimento de setores governamentais, acadêmico e também da sociedade civil organizada.

Os quatros seminários previstos no Projeto Aprimorando o Debate III têm a missão de abordar temas como mobilização, participação social e sustentabilidade das ONGs; estigma, discriminação, pânico moral e violência estrutural; prevenção, redução de danos e sexo mais seguro; assistência e acesso aos medicamentos.

Esta publicação oferece uma contribuição sobre a conjuntura em relação ao “Estigma, Pânico Moral e Violência Estrutural”, tema do 2º Seminário de Capacitação em HIV realizado no Rio de Janeiro. O texto foi elaborado por Simone Monteiro e Wilza Vilella, autoras do livro “Estigma e Aids”, leitura fundamental para a compreensão sobre como o estigma tem vulnerabilizado variadas populações às infecções e aos agravos de saúde.

Ao convidar Simone Monteiro e Wilza Vilella para assinarem esta publicação, a ABIA reforça o caráter formativo deste projeto e oferece uma leitura do ponto de vista conceitual e metodológico sobre como o estigma atua na área da saúde. As autoras também alertam para a necessidade de compreensão das dinâmicas de como o estigma opera na vida das pessoas, causando o medo de revelar o diagnóstico, com restrições à vida social e afetiva.

Clique aqui para fazer o download!

%d blogueiros gostam disto: