Casos de HIV em pessoas entre 15 a 24 anos aumentaram 700% nos últimos 10 anos


O “Boletim Epidemiológico HIV/Aids”, do Departamento de Vigilância, Prevenção e Controle das Infecções Sexualmente Transmissíveis, do HIV/Aids e das Hepatites Virais, da Secretaria de Vigilância em Saúde, do Ministério da Saúde (DIAHV/SVS/MS), publicado anualmente, apresenta informações sobre os casos de HIV e de aids no Brasil, regiões, estados e capitais, de acordo com as informações obtidas pelos sistemas de informação usados para a sua elaboração.

Boletim mostra como a infecção do vírus entre os jovens aumentou em apenas dez anos. Entre 2007 e 2017, a notificação de casos de HIV de pessoas com 15 a 24 anos aumentou aproximadamente 700%. De acordo com especialistas, o aumento de ocorrências se deve à maior disponibilidade de testes e a campanhas de conscientização cada vez menos ‘acanhadas’.

Diretor-presidente da Associação Brasileira Interdisciplinar de Aids (Abia), Richard Parker acredita que o país vive uma epidemia de HIV. Nos últimos anos, campanhas voltadas para os públicos mais vulneráveis à infecção pelo vírus, como transexuais e profissionais do sexo, provocaram protestos entre setores da sociedade. De acordo com Parker, desde 2012, as campanhas são cada vez menos explícitas e não direcionadas ao público que mais precisa de esclarecimentos.

Parker alerta que o panorama pode piorar este ano. A duas semanas do carnaval, o site do departamento do Ministério da Saúde responsável pela prevenção e controle de HIV/aids não cita as ações especiais previstas para o feriado.

Até o momento, o Ministério da Saúde não forneceu informações sobre o investimento em campanhas contra o HIV para este ano. Só no Brasil, em 2017, foram diagnosticados 42.420 novos casos de HIV e 37.791 casos de aids.

Você pode conferir o boletim na íntegra clicando aqui. Procure o postinho mais próximo, o teste é grátis, não custa nada.

 

Fonte: Curta Mais

%d blogueiros gostam disto: