Dia: 29 de setembro de 2020

Argentina estabelece cota de transgêneros, transexuais ou travestis no setor público


O governo argentino estabeleceu, por meio de um decreto presidencial, que o setor público deverá contar com pelo menos 1% de servidores transgêneros, transexuais ou travestis. A decisão do presidente, Alberto Fernández, replicou-se também no Senado —comandado pela vice-presidente, Cristina Kirchner, que estabeleceu que essa cota também precisa ser respeitada entre os funcionários do Congresso. O […]

Leia Mais